O Botox é a marca americana desta toxina e foi o primeiro a ser liberado para uso estético (em rugas de expressão), por isso é o mais conhecido. Existem, ainda, o Dysport, da Suécia e o Prosigne, de Israel.

O uso dessa toxina na estética vai desde exterminar por uns tempos as rugas de expressão até diminuir o suor das mãos e axilas. A idade inicial recomendada para aplicação da técnica é de 30 anos.

CONTRAINDICAÇÕES

• Síndrome de Eaton-Lambert (enfermidade neuromuscular rara);
• Alergia à albumina (ex. ovo);
• Coagulopatias (doenças que afetam a coagulação do sangue);
• Quininas (parar duas semanas antes da aplicação);
• AAS (analgésico à base de ácido acetilsalisílico tipo melhoral e outros);
• Miastenia Grave (fraqueza);
• Amamentação;
• Em tratamentos com antibióticos do grupo dos aminoglicosídeos;
• Apresentando infecção ou reação inflamatória no local da aplicação.

 

ONDE ELA PODE SER APLICADA

"Em 60 dias, os brotos começam a nascer, mas não são suficientes para que aconteçam contrações musculares", explica a médica. No rosto, os brotos nervosos costumam se regenerar em seis meses. Portanto, não é a atuação da toxina que acaba e sim os nervos que se regeneram por completo e as rugas de expressão voltam.

COMO É A APLICAÇÃO

“Eu marco os pontos da face que receberá a toxina". Cada ponto recebe 0,05ml. A paciente pode sentir uma leve ardência, mas nada que a incomode. Durante as primeiras 24 horas, após a aplicação, não se deve massagear o local, nem passar cremes ou fazer atividade física e durante as três primeiras horas não é recomendado deitar, a toxina pode espalhar para locais que não se quer atingir.

Pessoas com alergia a ovo (devido à albumina), grávidas e com algum problema de infecção não devem se submeter à técnica. O grande receio é de que o resultado fique artificial. A forma de aplicar o produto é que deixa o aspecto natural.

Depois de dez dias de aplicação a pessoa pode sentir-se rejuvenescida cerca de cinco anos, desde que a pele não seja flácida. Neste caso, a indicação é fazer uma cirurgia plástica ou outros procedimentos ancilares e só depois complementar com a toxina botulínica tipo A.